sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Minha casa é o mundo!


Quantos poemas, prosa, frases bonitas. Palavras soltas, exatas, ditas, pronunciadas com ou sem razão, não importa, não escrevo letras, escrevo sentimentos, escrevo estados, paisagens, muros grafitados, desabafo, desabo... Em lágrimas, em risos. O negocio agora é aliviar, extravasar, debulhar emoções escritas, daí estou leve, livre, pássaro perdido, sem rumo, sem ninho, minha casa é o mundo, eu sou o mundo. Por acaso o amor passou , ficou, um sabor, minha vida está contida em outra vida, casos e descaso, maldade ter que ganhar novos rumos quando o que mais se quer é ter um lugar para viver, um ninho para se fixar. A vida passa, poucas coisas mudam, ou melhor, algumas coisas são perdidas, que pena, que saudade, que alívio... Já nem sei mais, o melhor, o certo, o que se é devido. Confusão, entendimento, ambos se juntam e se completam, como num emaranhado de ideias que se entrelaçam e que vão ganhando sentido, pouco a pouco, palavra por palavra.


Vôa pássaro perdido, vôa, um dia encontrarás teu rumo e as paisagens ganharão cores mais vibrantes, alegres, pois o mundo, ah... o mundo vai além do que podes enxergar.



Los Hermanos - Adeus Voce

5 comentários:

Meire disse...

Pri querida, lindo texto!!
Realmente nossa casa é o mundo, o mundo da escrita onde alçamos voos e mergulhamos em nossos sentimentos mais profundos!

Lindo findi minha flor,
bjokitas com master carinho :)

Tina disse...

Perfeito!
É isso ai, sem tirar nem pôr.
:)
http://blogdtina.blogspot.com/

Waliff Bruno disse...

Lindo Lindo... Amei seu post, uma leitura leve que não enjoa nem cansa muito bom mesmo. Esta de parabéns...!

Peraltaaa disse...

Lindo texto ^^
topa parceria?

Paula Moraes disse...

Lindo Pri, fofo e envolvente, adorei!
Bom fim de smeana.
Bjs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...