segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Jogo de palavras




Sem querer, me pego a escrever
O que a princípio é só um devaneio.
Aos poucos, venho a me surpreender
Como uma ideia solta,
Sem muita explicação
Consegue ganhar tanto destaque
Ultrapassando os limites da imaginação?
É como um vício,
Não consigo parar
Brincar com as palavras é o meu ofício
E disso, não quero me afastar!
Nem sempre tenho o que dizer
Mas o papel em branco me chama
Por isso tenho que escrever.
Sou apaixonada por rimas
A poesia faz parte do meu viver
São nesses jogos de palavras
Que as pessoas podem melhor me conhecer!




,

9 comentários:

Tina disse...

"É como um vício,
Não consigo parar"

Ah se td vicio fosse assim produtivo e benéfico!

Uma linda semana pra vc florzinha.

Rick" disse...

É mesmo, essa historia de escrever parece um vicio. Quando você ta na escola, ou em casa, ou sei lá, em qualquer lugar, se tem algo na cabeça, logo pensa em escrever, mesmo que apenas algumas frases. E não importa em que lugar escrever, os troncos das arvores sofrem, e a gente suja a mão na areia, tudo pra escrever, ao menos uma palavra. Otimo poeminha. Bjws.
http://semguarda-chuvas.blogspot.com/

Luiza Fernandes disse...

Escrever nos faz espresssar o que sentimos e mostrar um pouquinho de nós para os outros.
Beijos, ótima semana.
=)

Bruna disse...

Você escreve tão bem, Priscila.

wcastanheira disse...

Oi, tb tenho um vicio por escrever e outro costume, de guardar meus escritos, quase sempre acho q não valem a pena, então vão para o bau, num belo dia lá vou eu cheio de coragem desentocar velhas edições, pra vc minha linda bjos, bjos e bjosssssss

Cris disse...

ki vicio maraaaa ne!
lindo texto amore!

bjao e otima semana

Camila Sanches e Amanda Sanches disse...

Que linda Poesia Priscila.
È assim mesmo, um papel em branco, um sentimento no coração e algumas idéias na cabeça, quando nos damos contas, as frases já se formaram!

bjs

ps: tem como vc votar em meu blog, aqui neste outro blog http://asoonhadora.blogspot.com/
na barra lateral!
obrigada! :*

Letícia disse...

Palavras, palavras. Sempre tão lindas e delicadas. *-*

Um beijo querida.

Bixudipé disse...

Tudo que os atos e gestos não consegue mostrar, as palavras desvendam. Adorei a poesia!

Abração,

Rodrigo Davel

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...