quarta-feira, 4 de abril de 2012

Crise...




 Ao longo da nossa vida, nós vamos passando por diversas fases. Quando chegamos aos vinte e poucos anos, nos deparamos com vários dilemas, que mesmo sem querer, acabam nos atigindo.

Esse é um período onde estamos um pouco mais maduros, superamos alguns conflitos e a nossa vida já está mais encaminhada. Porém sentimos saudade "dos velhos tempos", de algumas amizades e no fundo, sentimos falta de quem nós já fomos um dia.

Comprovamos que o "pra sempre" sempre acaba. Que a vida é composta de recomeços. O nosso número de amizades vai diminuindo, pois as pessoas vão se casando, tendo filhos. Talvez nós até tenhamos alguém para amar, porém não temos certeza se esse é o momento de nos comprometermos para o resto da vida.

Ficamos inseguros com relação ao nosso trabalho, nos questionamos se realmente estamos fazendo o que sempre sonhamos. Percebemos que a nossa opinião tem mais força. Pensamos mais no futuro, em questões financeiras... Enfim, é uma fase de transição, cheia de despedidas e recomeços...

Dizem que essa é uma das melhores fases da nossa vida, então devemos aproveitá-la ao máximo, mesmo com todas essas incertezas que vão surgindo pelo caminho.



5 comentários:

PapoBacana disse...

Adorei o texto..acho que bem assim mesmo..passando por esses dilemas do vinte e poucos anos..

beijoo

Emi disse...

Ah, a crise dos vinte e poucos! É complicado mesmo. Acabei de fazer 21 praticamente, mas desde que coloquei os pés nos 20, vi que a coisa não seria fácil. É aquela época de insegurança mesmo. Parece que a crise que seria da adolescência ganha nova fase, com preocupações relacionadas a trabalho, planos de casamento, dentre outras coisas.
Me vi bastante nesse texto seu, porque é exatamente o que tenho vivido nestes últimos tempos. Também já escrevi algumas vezes sobre isso, e fico mais tranquila ao perceber que não é algo que só parte de mim, rs.
Beijos e boa sorte pra gente, porque precisamos nesta fase!

Tina disse...

Eu, daqui dos meus quase 36 (afff!!!tô velha...rsrs) lhe digo que recém-nascidos passam por crises, tem quem passe por crise aos 11, aos 15, 20, 30 , 40, não a idade, não ha um porque, um para onde, um como, não devemos usar esse parâmetro de idade ou de fases para refletir, crescer ou entender a nós mesmos e as nossas inquietudes.

Somos seres inconstantes, uns menos outros mais, um por vezes, outros diariamente. Temos que nos conhecer e nos superar a cada dia.

Li num blog querido e trouxe pra vc se apropriar e dar essa passada de fase, como num jogo de vídeo-game, que é mais fácil de entender que o jogo da vida:)

"Ultimamente tenho sido envolta por uma atmosfera de paz. De bem estar interior.
Aquela sensação que você carrega por dentro quando teus dias amanhecem azuis e os pensamentos limpos.
O poder deitar e dormir tranquila sem me lastimar ou me culpar por nada.
Já não me condeno por coisas que falei e foram mal interpretadas.
Não me entristeço por algumas pessoas terem saído de minha vida, sei que Deus as afastou em resposta a todas as minhas orações.
Não me abalo mais por fofocas e intrigas de quem não conhece metade do que sou.
Não fico mais chateada com pessoas que firmam disputas desnecessárias, como se a vida fosse uma eterna competição de bens e dotes.
Se alguém me xingar, sorrio.
Se alguém me desejar mal, desejo a paz no coração desta pessoa.
Se alguém me atirar pedras, lanço flores.
A minha vida anda boa demais para me importar com coisas que não me acrescentam, apenas me borram sorrisos."
Paulinha Leite

Beijo e carinho!

AquilesMarchel disse...

adoro meus vinte e poucos anos hehehhee

jaime aus giruá disse...

Parabéns pelo merecido sucesso desta postagem. Abraços

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...