terça-feira, 26 de junho de 2012

Conhecer primeiro, concluir depois!




É impressionante como a maioria das pessoas só se preocupam com o que é aparente, com o que a pessoa demonstra. Poucas realmente têm o cuidado de não julgar ou de procurar conhecer primeiro para depois tomar as suas conclusões.

Uma pessoa é muito mais do que ela aparenta ser. Uma pessoa é a soma de tudo o que ela viveu, sentiu e sofreu. É muita pretensão alguém afirmar que conhece totalmente outra pessoa só porque conversou com ela algumas vezes, ou porque a conhece há algum tempinho.

Eu me considero uma pessoa simples e complicada ao mesmo tempo. Sou o tipo de pessoa que não dá para conhecer apenas olhando, é preciso conviver comigo para poder de fato, me compreender...

Algumas pessoas já me decepcionaram; certas amizades já me fizeram perder um pouco a confiança e alguns amores já me desiludiram. Com isso, endureci. Não porque eu quis, mas como uma forma de autoproteção.

Ainda tenho a doçura em meu coração. Minhas palavras ainda são leves e graças a Deus eu não deixei de acreditar no amor e nas pessoas. Porém procuro ponderar as minhas atitudes e palavras para não me arrepender depois.

Eu gosto de agradar as pessoas como posso, porém não sou o tipo de pessoa que fica o tempo todo demonstrando ou repetindo que amo alguém. (O amor para mim é mais que isso!) O mínimo que espero das pessoas que eu amo é que saibam disso e que não duvidem do meu amor.

Nem todas as pessoas que convivo me compreendem, na verdade algumas me julgam ou me concluem sem nem me conhecer direito. Elas querem dar uma de "videntes" e adivinhar o que eu sinto, e quase sempre erram.

Procuro não me importar muito com a opinião das pessoas, porém às vezes elas passam do limite e não tem como não me irritar. Algumas esquecem que cada pessoa tem o seu jeito de ser, e consequentemente, de demonstrar os seus sentimentos. É uma pena, pois agindo assim, com tanta "pressa" ou falta de interesse, não se pode conhecer verdadeiramente ninguém.



6 comentários:

Tina disse...

Adoro essa frase:
"Decifra-me, mas não conclua-me"

Tem um ótima tb de Chico Xavier:
Eu permito a todos serem como quiserem, e a mim como devo ser.

Adoro Lulu Santos \o/

Beijos queridona :)

Priscila Lima disse...

Adorei as frases e a sua postagem de hoje linda! ^^ Bjão

Kellen Bittencourt disse...

Oii Priscila, assino embaixo, as pessoas nos concluem muito rápido rsr e não sabem nem um terço da nossa história, acho que simples e complicados todos nós somos em alguns aspectos! Bjooooss

Lanny F disse...

Pri, em cada um de nós há muito mais do que os olhos podem ver. Acho que conhecer é uma palavra muito vaga, ela não traduz exatamente o que é saber. Ninguém pode sondar o coração do homem! E como eu acredito que é lá que está a nossa verdadeira essência, somos impossíveis de decifrar.
Ih, ficou confuso. Mas você é sensível, vai entender!

Beijos grandes à você!
Sorvete de Cupu
@sorvetedecupu

Maay Reeis disse...

Parabéns pelo blog,simplesmente fantástico o seu post,a sua forma de escrever..
Adorei o seu cantinho.rs
Se quiser da uma passadinha no meu:
http://comamoremaiscaro.blogspot.com.br/

grande beijo.sz

Rick disse...

Eis a velha historia né... Todo mundo, em algum momento, já julgou pela aparência. E geralmente se erra. Ninguém é o que aparenta, porque as piores pessoas estão sempre bem vestidas, com ótimos sorrisos nos rostos etal. E por ai se vai. Mas basta aparentar algo e pronto, nem emprego se consegue mais.
Muitas, muitas pessoas já me disseram isso, que já pensaram muitas coisas sobre mim. Mas enfim, é a vida.
Concordo com o que pensas moça, bem verdade o que disse.
Bjws, até breve; Sem Guarda-Chuvas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...