sexta-feira, 15 de junho de 2012

Fuja do bom e do ótimo



Quando desejamos algo que é possível nos mantemos plenamente vivos e ativamos o nosso verdadeiro potencial. Se o nosso objetivo for o "suficiente bom", inevitavelmente ficamos presos à mediocridade. Se lutarmos pelo o que é "ótimo" é interessante, porém corremos o risco de fracassarmos ou de estacionarmos.

Se nós pararmos de ficar relembrando o passado, e não nos contentarmos com o presente, podemos ir além dos supostos limites visíveis. A maneira que encaramos os fatos faz toda a diferença. Precisamos sempre nos manter vivos e ativos, pois como diz o axioma do Bob Dylan: "Quem não está ocupado nascendo está ocupado morrendo." Cada vez que nós vamos mais longe, o nosso cérebro nos ajuda a irmos cada vez mais longe, é como se fosse um exercício.

A partir do momento que tentamos alcançar o que é possível começamos a mudar, nos tornamos pessoas mais seguras e criativas. Porém não podemos esquecer que o que à princípio pode parecer impossível, pode se tornar possível se acreditarmos. Algumas pessoas podem até duvidar, mas se nos dedicarmos, podemos provar para essas pessoas que elas estavam enganadas. Como diria o escritor científico Arthur C. Clarke: "Quando um cientista respeitado, mas de idade avançada, afirma que algo é possível, ele quase sempre está certo. Quando ele afirma que algo é impossível, é bem provável que esteja enganado."

Não podemos ter medo de nos arriscar, erros fazem parte dos acertos. Há muitos exemplos que estão aí para ilustrar e para nos servir como inspiração, como foi o caso da Coca-cola; da massa de modelar; da dinamite, do ioiô e de muitos outros exemplos que surgiram a partir de erros.

Do mais, precisamos aprender a enxergar as oportunidades, para que assim, possamos aproveitá-las. Sem competições, pois elas atrapalham, mas valorizando e sabendo utilizar o nosso verdadeiro potencial.


3 comentários:

Kellen Bittencourt disse...

Que bacana Priscila, muitos acertos precisam nascer dos erros para que sejam acertos, acho que é isso mesmo! Ótimo texto! bjooooss

Bixudipé disse...

Priscila, minha amiga, quem desiste não vive. Suas palavras, e seu escrito, são verídicos!

Abração,
Rodrigo Davel

Tatiane Salles. disse...

Fantástico, Priscila. Se não tem erros, nunca terá acertos. Mania feia do ser humano de ficar sempre procurando um plano B pras coisas mais naturais da vida.
Basta vontade, força, fé, garra e potencial para se alcançar os objetivos. Simples, mas parece ser complicado na nossa cabeça. Que DEUS MANDE SABEDORIA!

Parabéns, belo texto!

Ótimo final de semana.
Grande abraço.
Tatiane.

http://tatian-esalles.blogspot.com.br/

Att.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...