terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Questionamentos




Quando estou triste procuro me "encher" de coisas que me fazem bem. Ultimamente essa é uma questão que vem ganhando muito destaque na minha vida – o quê e quem realmente me faz bem; do quê eu gosto e o que eu quero para o meu presente e futuro

Tem momentos na vida que a nossa estabilidade é quebrada, obrigando-nos a encarar de frente os fatos. Isso assusta, pois nem sempre o que constatamos é do nosso agrado, e quando reconhecemos algo assim, é sinal de que devemos parar tudo e rever os nossos conceitos e planos.

Já faz algum tempo que venho percebendo que preciso mudar de rumo, porém certas coisas ainda estão me prendendo a uma realidade que já não me faz feliz. Mais do que nunca percebo que preciso tomar uma atitude e recomeçar. Não é fácil, mas é necessário...

Fim de ano está chegando, e junto com ele, algumas reflexões. A vida é muito curta para nós a desperdiçarmos com bobagens ou sendo infelizes. Se nós nos acomodarmos, teremos grandes chances de nos tornarmos pessoas  tristes e frustradas. São os nossos sonhos que enchem a nossa vida de inspiração...

Ainda não sei bem o que fazer, mas tenho estudado todas as possibilidades. Torço para que Deus me ilumine e me mostre o caminho certo a seguir. Não quero entrar naquele clichê de dizer que ano que vem vou fazer diferente; que prometo mudar... ou coisas do tipo. Quem realmente quer, faz. Não fica fazendo mil promessas ou reclamando da vida por aí. Portanto, a regra agora é ter paciência e fazer as coisas acontecerem!


5 comentários:

Tina Bau Couto disse...

Começar pela gente é receita de sucesso :)
ADOREI O POST!
Mãos a obra então, com continuidade e melhoria nas mudanças nossas e do mundo.

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Priscila, que postagem especial. Adorei o modo como você se propõe a viver e entendi também que de tempos em tempos temos que atualizar nossos sonhos na caminhada. O importante é agir, não é mesmo?

Caí aqui no seu blog por acaso. Vi o comentário da minha amiga Tina e pensei comigo: Se a Tina está aqui é porque esse blog é bom.
Para surpresa minha, o blog não é bom. Ele é ótimo e já vou segui-lo e persegui-lo, rs...rs.
Um beijo no seu coração
Manoel

Luís Paz disse...

Vejo questionamentos de uma pessoa emocional sim, mas cuja razão se sobrepõe. Identifiquei-me com certas passagens. Seria uma frustração de fato? Uma rebeldia de conformismo?
Acho bem válido criar tais pontos a se questionar. Mudar se for preciso. Alterar. Recomeçar. Nunca é fácil. Norma de vida quase né.
parabéns pelo blog



Vou te seguir , se puder retribuir...
A propósito, adoraria que lesse meu post e deixasse um comment ><
(mesmo que não tenha lido os anteriores, dá pra comentar só o último mesmo =] )
Obrigado, e abraço.

diademegalomania.blogspot.com

Jhosy . disse...

Olá Priscila,
as vezes passamos mesmo por esses momentos, e digo as vezes, por que comigo já foi bem mais de uma vez.
Aquele momento aonde notamos que estamos ligados a algo que de alguma forma não nos faz feliz , é sempre importante. Afinal, melhor quando nos damos conta.
Importante e necessário é recomeçar,
por mais mudanças que isso implque.
As vezes nossa felicidade depende disso.

Um beijo,
Jhosy

http://meninamsicaeflor.blogspot.com.br/

Letícia Giraldelli disse...

Literalmente parece que saiu dentro de mim, todas essas suas palavras.

Gente... É tão complicado isso de saber que não está feliz e não conseguir mudar...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...